30 novembro 2011

dia 6- uma frase que te tenha marcado, justifica.

8 comentários.
Tumblr_lhz119sfzr1qdu1clo1_500_large
« hoje brincaste, amanhã és brinquedo. »
li.
ficou gravada.  foi escrita com tal força no meu coração que nenhuma borracha a apagou até hoje.
identifiquei-me logo, até pareceu um dejá-vu por pequenos instantes. tanta gente brincou com os meus sentimentos até hoje .. ignorando o que poderia sentir com tais atos. caguei sempre. saí de cabeça erguida, quer nas amizades ou amores. orgulho-me de mim, porque apesar de terem brincado, no final vieram sempre atrás, rebaixando-se, fazendo os possiveis e impossiveis para me ter de volta. e até hoje, nunca cedi a ninguém. pude sempre retribuir da mesma moeda, mas com dignidade.

esta frase, é o meu lema de vida e espero que dê muita força a todos*
ps: este post, não é nenhuma boca a ninguém. é só para não ser acusada injustamente.

29 novembro 2011

dia 5- alguém que te tenha desiludido muito.

3 comentários.
sabes qual é o teu problema ? atirares a culpa sempre para cima dos outros. esqueceste daqueles que entraram na tua vida e da forma egoísta como os trataste. por vezes não te recordas de memórias partilhadas com eles e, quase como automaticamente, acusas-me de ter sido eu a fazê-lo, quando na realidade estou inocente e tudo o que eles sabem, veio de ti e só de ti. é nisto que dá tomares-me por garantida. pensares que podes dizer/ fazer o que quiseres que eu sou de ferro e aguentarei para sempre apenas por nos manter vivas. infelizmente para ti, essa bondade que existia dentro de mim morreu, não para os outros, mas sim para quem me desiludiu com tais palavras. reflecte seriamente na forma como me trataste outrora e na forma como falaste hoje. achas que merecia ? é que nem culpa tive, pois quem lhe contou tudo, foste tu.
será que nunca consegues estar bem com as duas ao mesmo tempo ? não pensas nas tuas atitudes ? quê, estavas a contar que me rebaixasse como antigamente ? essa menina já cresceu à muito e lamento se te desiludi por causa disso mas da forma que era, levava muitas pancadas na vida ..
sei que vais ler este texto, mas é o que eu sinto e se é o que sinto é porque tu o despertaste em mim.
ah, só mais uma coisa, fico à espera de um pedido desculpas sincero.
ps: vejo o teu blog na mesma amiga.

26 novembro 2011

dia 4- fala sobre a pessoa que mais te marcou este ano, pela positiva.

12 comentários.
foste tu meu pequeno amor.
é a ti que devo uma vida, mil e um sorrisos, fortunas, devo-te toda a minha felicidade pois sem ti, eu não teria uma história para contar. não podia dizer, com todas as certezas 'eu tive alguém que me amou de verdade. tive um menino impecável, que fez tudo por mim, mesmo quando eu não merecia. alguém que valorizou tudo o que fazia. esteve sempre lá e mesmo que por vezes o dia lhe corresse mal,  sempre disposto a receber-me com um sorriso. por momentos tive um rapazinho que me colocou em primeiro lugar na sua vida, abdicando tudo, deixando o mais importante para trás e concentrando todas as suas forças para esquecer o pior. uma tal pessoa que depositou toda a sua confiança em mim e eu nele. que aguentou tudo, por nós. que esperou. que nunca desistiu. que imaginou sempre um futuro a meu lado. que me tratou como ninguém. que me levou a casa todos os santos dias, com chuva ou sol. que me pagou imensas coisas e me fez as primeiras surpresas. alguém que cantou as 'nossas' músicas comigo e dizia 'esperemos que seja menina'. tive a melhor pessoa do mundo comigo. que lia o jornal enquanto me ouvia. que me punha do lado de dentro da estrada. que me comprava panics. durante uns mesitos tive uma rotina. uma rotina que não se tornou, nem tão pouco, chata. pelo contrário, tornou os meus dias diferentes dos quais eu estava habituada. nessa rotina, ele esteve sempre presente, a segurar-me a mão com força para que eu não caísse. por vezes segurava com tal vontade que magoava. amou-me demais, como nunca senti alguém a amar. mas logo de seguida atenuava aquela dorzinha que me fazia sentir por momentos, e tornava-me na mulher mais feliz do mundo. nunca me importei com aquele aperto na minha mão excessivo, por outro lado, até gostava. naqueles diazinhos fui protegida como poucas raparigas são. fui olhada com um brilho nos olhos que desconhecia existir. fui beijada na bochecha com tal cuidado, que até hoje ainda não encontrei igual. fui uma prioridade. fui elogiada. fui pegada ao colo e agarrada com muita força. fui um só, juntamente com outra pessoa. fui amada de uma forma que todas as mulheres deveriam ser.'
here i am.
i u.

25 novembro 2011

.

5 comentários.
'.'
é tudo o que tenho para ti. gostava realmente que ficássemos juntos, mas está mais que visto que não há solução, adiei muito este final mas teve de ser. brincaste comigo, usaste-me como uma boneca. depositaste-me um preço e isso eu nunca mais admitirei. custa agora mas irá passar, sou melhor que tu e tenho gente bem melhor que a tua comigo. lamento, mas um ponto final é o mais adequado para a nossa história.
amigos, apenas.

24 novembro 2011

dia 3 - imagina que tens um dia de vida, despede-te da pessoa que gostas.

0 comentários.
desculpa por todos os amuos e por te ter feito andar atrás de mim feito 'cão'. lamento que não tenha sido a menina perfeita, lamento por ter tripado como nunca viste e lamento ter-te feito esperar eternamente.
e acima de tudo obrigada, pela forma bonita como cuidaste de mim. pela atenção dada e por todas as memórias. obrigada por teres sido o meu maior amor ..
e por agora, um até já.

23 novembro 2011

dia 2- pede a 10 amigos para te descreverem com uma palavra, coloca aqui.

0 comentários.
1) bubble- a melhor.
2) sol- viva.
3) v- perfeita.
4) P- única.
5) ni- determinada.
6) lice- indescritível.
7) nocas- leão.
8) mini- forte.
9) dii- sincera.
10) bea- amiga.

21 novembro 2011

1 comentários.
e passado tanto tempo, ainda consigo amar mais.
aconteça o que acontecer, seja eu boa ou má, sejas tu orgulhosa ou atenciosa, ficarás para sempre no meu coração. guardando o teu lugar, tal e qual como mereces. peço-te que nunca me deixes, pois tornaste-te a minha rotina, és a minha base e sem ti, caio. sem ti, ninguém ampara a minha queda. não serei mais livre, pois tornei-me dependente de ti e, por incrível que pareça, não me importa. estou bem assim, sabendo que estás ali, a meu lado. dói-me saber que te magoei, mas não há nada que eu consiga fazer para apagar os erros cometidos. farei tudo o que poder para te dar aquilo que tenho, mas o melhor que a vida me podia ter fornecido foi pôr-te aqui, em frente a mim. desiludi-te mas neste momento, a minha maior conquista será sentir que te orgulhei, nem que seja por apenas um minuto. luto todos os dias para ser melhor para contigo. olho para tudo e só te vejo a ti. olha para trás, estás lá tu. está o nosso verão, as nossas criancices. olho para ao lado e continuas aqui, continuam as nossas idiotices, mas também o nosso amadurecimento e por fim, olho para a frente  e lá estás .. a minha menina.
eu estou aqui, esperando-te.

20 novembro 2011

dia 1- descreve a tua vida em fotografias.

1 comentários.
family.

friends
 
music.

ny.

beach.

clothes.

vans.

films.

boocks.

photography

computer.

sleep.
 moblie phone.

orchids.

desafio de 30 dias

3 comentários.
 hoje vou começar um novo desafio, o dos 30 dias. consiste em fazer o que cada dia pretende:

*dia 1- descreve a tua vida em fotografias.
*dia 2- pede a 10 amigos para te descreverem com uma palavra, coloca aqui.
*dia 3 - imagina que tens um dia de vida, despede-te da pessoa que gostas.
*dia 4- fala sobre a pessoa que mais te marcou este ano, pela positiva.
*dia 5- alguém que te tenha desiludido muito.
*dia 6- uma frase que te tenha marcado, justifica.
*dia 7 - a música que descreve a tua vida neste momento.
*dia 8- o que dizem os teus olhos.
*dia 9- o pior dia da tua vida.
*dia 10- o melhor dia da tua vida.
*dia 11- o teu lema de vida.
*dia 12- descreve a tua vida com as palavras que precisares.
*dia 13- as coisas que mais gostas de fazer.
*dia 14- um video que adores.
*dia 15- as pessoas que não queres perder.
*dia 16- aqueles que sabes que vão estar sempre lá.
*dia 17- uma coisa que gostavas de ver realizada.
*dia 18- um sonho antigo.
*dia 19- uma coisa que fazes e/ou fazias, mas tens vergonha de dizer.
*dia 20- os desenhos animados que mais gostas de ver.
*dia 21- um ídolo, justifica.
*dia 22- algo que costumavas fazer/dizer/pensar quando eras criança.
*dia 23- algo que gostavas de mudar.
*dia 24- felicidade, o que significa para ti.
*dia 25- diz cinco coisas que te irritem.
*dia 26- diz uma frase diferente para seis pessoas.
*dia 27- algo em que acreditavas , mas que deixaste de acreditar.
*dia 28- há quem acredite em Deus, tu acreditas?
*dia 29- o teu pensamento antes de ires dormir.
*dia 30- mudavas alguma coisa na tua vida neste momento?

14 novembro 2011

#1 Carta para a tua melhor amiga

14 comentários.
 esta será a minha última carta, o meu desafio acabou. quando o comecei disse a alguém que esta seria a última que escreveria e assim cumpri. no entanto, depois de muitos meses a pensar nela, não consegui apenas criar um só destinatário. por isso esta carta, engloba muitas outras que se dirigem a todas as meninas que eu posso considerar como tal.
querida b:
porque foste embora ? sabes que sem ti, nada sou. queria dizer o quanto te amo mas não posso, as palavras não mo permitem. gostaria que tudo ficasse igual, não vou mentir, porque aliás sempre te fui sincera, mas não me parece que vá acontecer. no fundo, ambas sabemos que este nome estragou tudo o que tínhamos, por isso, porquê metê-lo outra vez ao barulho ?  os meus sonhos contigo sempre foram os melhores, alguns concretizados, outros ainda por realizar mas mesmo que algum dia haja uma despedida e esses sonhos não possam voar mais alto, eu guardarei-os para sempre no meu coração. porque se algum dia me derem a oportunidade de contar a nossa história, eu nunca a omitiria. contarei, com orgulho, uma parte da minha vida, a melhor parte dela. não esconderei os momentos maus, tentando mostrar que tivemos a amizade perfeita .. estaria a mentir. a perfeição não existe, existe apenas uma proximidade dela, nós. sempre foste a número 1 e sempre serás. sempre tiveste o teu lugar e nunca ninguém to vai tirar. não te chamarei de melhor amiga, porque isso só nos vai estragar mas sabes bem o que és para mim. assim espero. o caminho é para frente, lembra-te disso

querida sunshine:
gostava de poder dizer o quanto te amo, lamento, não consigo, acho que amo demais. para mim, sempre foste algo peculiar. que eu vi, e senti logo uma vontade enorme de proteger. orgulhas-me em tudo o que fazes, e quero-te comigo, para todo o sempre e quando digo isto não é a brincar. és das poucas que quero presente num futuro próximo e a ti, devo-te o mundo e tal, nunca chegará. tornaste-te muito em tão pouco e mais espero que te tornes.
you're perfect to me. you're the best for me.

queridas migas:
a vocês, um OBRIGADA enorme e um pedido de desculpas se por vezes, não fui correta ou não agi da melhor forma para convosco e apesar de não o demonstrar, deram-me o melhor que alguma vez eu podia pedir e há coisas que não se esquecem. foram muito anos a aguentar injustiças e a viver experiências juntas. passámos o melhor da vida umas com as outras e partilhamos o imaginável.
são uma parte de mim, que nunca se apagará por mais cruel que seja o destino.
amo-vos.
 
querido leãozinho:
tenho saudades. saudades da tua energia matinal, dos teus atrasos logo às 8h15 da manhã. dos teus papéis, corações e beijinhos. do teu sorriso quando eu própria ficava sem jeito ao contar-te os pormenores mais pormenorizados da minha vida. saudades das tua palavras acertadas e da forma como falavas da tua menina. do teu jeito de dizer 'trapalhona' em física e da tua cusquice no meu móvel. de ir ao minipreço contigo comprar os pauzinhos com chocolate que tanto gostavas e dos convites para ir ao burger. tenho saudades de ti. dos teus miminhos. do avontade que tinha contigo e da forma fácil como me fazias ver o mundo e até da maneira bonita que me protegias.
mesmo que aparentemente algo tenha mudado, continuo a relembrar-te a todos os instantes e cá dentro serás sempre, mais e mais, a cada dia que passa. vivemos pouco, mas pareceu-me tanto ..
ps: hoje gostava que tivesses ouvido a stora de português a ler a minha crónica. a crónica que eu te dediquei, a ti.
fica para sempre comigo, leãozinho.

08 novembro 2011

#21 carta para alguém que julgaste à primeira impressão

13 comentários.
já te falei desta carta. já te admiti tudo. sabes melhor que ninguém, espero, que a cada dia que passa vejo alguém em ti que admiro, que me faz seguir-te como exemplo. desde muito cedo, sabes da minha história, devido ao que escrevo e desde muito cedo que to confiei. nunca julgaste ou questionaste e isso significou sempre muito para alguém como eu. tinha receio de te conhecer, amuada, parecias aos meus olhos. mas com o tempo percebi que afinal eras totalmente o contrário. cheguei até, a falar aos meus pais de tal problema e a minha mãe sempre me disse 'não emprenhes pelos ouvidos'. tão certa que estava.
nunca vi ninguém com tanta energia e vontade de ajudar ou fazer sentir bem o outro. orgulhas-me por tudo o que fazes por terceiros e até mesmo por ti própria. tomo-te como alguém a seguir, e um obrigada nunca chegará.
fica para sempre comigo, LEÃOZINHO

#27 Carta para a pessoa mais amigável que conheceste por apenas um dia

0 comentários.
prima:
será que ainda te lembras de mim como eu de ti ?  ou simplesmente cresceste  e apagaste a tua infância, como todos os outros que também decidem crescer ? admito que não  me lembro de ti, muito menos do teu nome ou face, apenas recordo a forma como cuidaste de mim, apenas num só dia. do carinho que me deste, como se fosse a tua irmã mais nova e isso ficou marcado, ficou de tal forma que passados 9 anos, mais ou menos (também não me lembro bem há quanto tempo foi, para ser sincera) ainda te recordo. apenas quero dizer , independentemente  de onde estejas, que são raros os dias que não me lembro da nossa tarde, e mesmo que não te lembres de mim da mesma maneira que eu te recordo a ti, desejo-te o melhor. obrigada.

04 novembro 2011

11 comentários.
estou aqui sozinha, a pensar no antes, no agora e no depois. a pensar na vida. no bem e no mal. na noite e no dia. no correto e no errado. no orgulho e na desilusão. na felicidade e na tristeza.
o que é a vida afinal ? gente pequena não percebe, isto abrange mais que uns simples anos de vida. gente graúda, esquece. apaga a sua infância, incompreendendo assim as crianças. não o faz por mal, simplesmente as dificuldades da adultícia são três vezes maiores. o sofrimento apenas existe devido a palavras, quem não pensa, não sente e só pensa quem sabe falar. em criança, tristeza era rara, agora crescida a felicidade a 100% é algo impossível.
a minha mãe costuma dizer: 'se tens um problema resolve-o, senão tem solução então não é um problema', mas a questão é qual das soluções será a melhor. pois, a escolha. terrível essa. obrigando-nos a desistir sempre de algo. a dar um passo em falso e por vezes a cair, a cair de tal forma que levantar torna-se um ato difícil. desperta arrependimento e medo do erro. medo é outro sentimento aterrador. incapacitando-nos de tentar, mas felizmente, há volta a dar. o medo perseguir-nos-a para o resto da vida, no entanto pode ser atenuado e esquecido durante uns tempos. enquanto que a saudade não. essa corrói e por muito que tenha um remédio, nem sempre será o correto e o ser humano é demasiado orgulhoso para tal. o orgulho é outro. este é enganador. este é o típico 'nem 8 nem 80'. orgulho demais dificulta a situação, e de menos traz insegurança. a insegurança é outra que tal. persegue o ser humano até às últimas e torna-se sempre presente, esta não desaparece, apenas com a mudança. a mudança é outra pela qual quero falar. a mudança é inconstante, pode vir de mês a mês ou estar ativa dias e dias, sem nunca descansar. esta faz chorar de uma forma que ninguém pode parar. ela apenas é acalmada pela própria pessoa que a transporta e isso torna-se algo complicado. a rotina é mais fácil, mesmo que por vezes cansativa, não magoa, pois tornou-se algo habitual. já se está à espera e as facadas não te assistem. não há mentiras, pois tudo está explicito pois já se sabe de trás para frente e de frente para trás. olha, a mentira é algo que ainda não falei. essa magoa mas não tanto como a verdade. essa vem sempre ao de cima, quer se queira ou não e infelizmente por vezes vem nua e crua, sem qualquer piedade. e a dor é relativa. há dores boas e dores más. há dores que vêm para ficar e outras que se vão, mas todas deixam uma marca. não há nada que doa mais que perder um filho. não há nada que doa mais do que perder alguém e não poder fazer nada. afirmarem perante ti, os últimos meses de vida que te restam .. isso sim, é dor. é algo que um dia se vai mas no momento marca. a dor sente-se porque há amor. amor por deixar o outro ou mesmo amor a si próprio. ah, e esse, chamado de amor, mata ..

01 novembro 2011

#11 Carta para alguém falecida pela qual gostavas de falar

3 comentários.
olá tio:
como está tudo aí em cima ? tens-te dado bem sem a avó ? quer dizer, já te habituaste não é ? passado tantos anos ..
nunca falei de ti, esta será a primeira vez. admito e sou sincera, és um tabu lá em casa. como se, se evitasse tocar no assunto. és o maior segredo da família, não sei que te aconteceu, onde ou quando. até o teu nome custa relembrar. desconheço os teus feitos, ambições ou virtudes mas mesmo assim é como se conhecesse muito. todos os dias vejo a tua fotografia e mesmo assim o teu rosto aparece desfocado na minha cabeça. já usei o teu guarda-chuva, que o avô fez questão de guardar. estava intocável, tal e qual como o deixaste, com um bocadinho de pó a mais, mas não te preocupes, eles tomam conta dele. e eu, eu tenho lá o teu colar. foi o primo, nuno, que me deu , deu-mo a mim quando a cáti andava sempre a pedir. perguntou se o queria e como é óbvio ele está lá, na minha mesinha de cabeceira, à espera que um dia voltes para buscar o que te pertence.
vejo amigos falarem dos tios, das famílias enormes que têm, enquanto eu perdi uma parte da vida, quando foste embora. fizeste-me orgulhar muito da avó, ultrapassou tudo de cabeça erguida e muito bem. hoje, nem sei como lhe agradecer o que faz por mim todos os dias. eles amam-te e nunca desconfies de tal.
um dia conhecer-te-ei, terei o mesmo desfecho que tu, já que isso é a única coisa comum no ser humano.