14 novembro 2011

#1 Carta para a tua melhor amiga

 esta será a minha última carta, o meu desafio acabou. quando o comecei disse a alguém que esta seria a última que escreveria e assim cumpri. no entanto, depois de muitos meses a pensar nela, não consegui apenas criar um só destinatário. por isso esta carta, engloba muitas outras que se dirigem a todas as meninas que eu posso considerar como tal.
querida b:
porque foste embora ? sabes que sem ti, nada sou. queria dizer o quanto te amo mas não posso, as palavras não mo permitem. gostaria que tudo ficasse igual, não vou mentir, porque aliás sempre te fui sincera, mas não me parece que vá acontecer. no fundo, ambas sabemos que este nome estragou tudo o que tínhamos, por isso, porquê metê-lo outra vez ao barulho ?  os meus sonhos contigo sempre foram os melhores, alguns concretizados, outros ainda por realizar mas mesmo que algum dia haja uma despedida e esses sonhos não possam voar mais alto, eu guardarei-os para sempre no meu coração. porque se algum dia me derem a oportunidade de contar a nossa história, eu nunca a omitiria. contarei, com orgulho, uma parte da minha vida, a melhor parte dela. não esconderei os momentos maus, tentando mostrar que tivemos a amizade perfeita .. estaria a mentir. a perfeição não existe, existe apenas uma proximidade dela, nós. sempre foste a número 1 e sempre serás. sempre tiveste o teu lugar e nunca ninguém to vai tirar. não te chamarei de melhor amiga, porque isso só nos vai estragar mas sabes bem o que és para mim. assim espero. o caminho é para frente, lembra-te disso

querida sunshine:
gostava de poder dizer o quanto te amo, lamento, não consigo, acho que amo demais. para mim, sempre foste algo peculiar. que eu vi, e senti logo uma vontade enorme de proteger. orgulhas-me em tudo o que fazes, e quero-te comigo, para todo o sempre e quando digo isto não é a brincar. és das poucas que quero presente num futuro próximo e a ti, devo-te o mundo e tal, nunca chegará. tornaste-te muito em tão pouco e mais espero que te tornes.
you're perfect to me. you're the best for me.

queridas migas:
a vocês, um OBRIGADA enorme e um pedido de desculpas se por vezes, não fui correta ou não agi da melhor forma para convosco e apesar de não o demonstrar, deram-me o melhor que alguma vez eu podia pedir e há coisas que não se esquecem. foram muito anos a aguentar injustiças e a viver experiências juntas. passámos o melhor da vida umas com as outras e partilhamos o imaginável.
são uma parte de mim, que nunca se apagará por mais cruel que seja o destino.
amo-vos.
 
querido leãozinho:
tenho saudades. saudades da tua energia matinal, dos teus atrasos logo às 8h15 da manhã. dos teus papéis, corações e beijinhos. do teu sorriso quando eu própria ficava sem jeito ao contar-te os pormenores mais pormenorizados da minha vida. saudades das tua palavras acertadas e da forma como falavas da tua menina. do teu jeito de dizer 'trapalhona' em física e da tua cusquice no meu móvel. de ir ao minipreço contigo comprar os pauzinhos com chocolate que tanto gostavas e dos convites para ir ao burger. tenho saudades de ti. dos teus miminhos. do avontade que tinha contigo e da forma fácil como me fazias ver o mundo e até da maneira bonita que me protegias.
mesmo que aparentemente algo tenha mudado, continuo a relembrar-te a todos os instantes e cá dentro serás sempre, mais e mais, a cada dia que passa. vivemos pouco, mas pareceu-me tanto ..
ps: hoje gostava que tivesses ouvido a stora de português a ler a minha crónica. a crónica que eu te dediquei, a ti.
fica para sempre comigo, leãozinho.

14 comentários:

disse...

oh, muito obrigada mesmo! *

disse...

sinto sempre que tenho que agradecer.

joana ; disse...

de nada , mesmo ! Adoro o blog é tãoo fofinho!

soraiacfontes disse...

(és) das melhores pessoas, tenho dito.

true love ♥ disse...

obrigada (:

disse...

oh que querida (:

disse...

oh que querida (:

Nayara Borato disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Flores no Jardim. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

http://narroterapia.blogspot.com/

Nayara Borato disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Flores no Jardim. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

http://narroterapia.blogspot.com/

Filipa disse...

O segredo é encontrar a pessoa certa e além de disfrutar os momentos bons tolerar alguns maus (:

Filipa disse...

Agora sou apologista de não nomear ninguém com "Melhor Amiga"

beatrizpereira disse...

obrigado, segui também *

beatrizpereira disse...

de nada *

Liliana Martins disse...

Obrigada e sigo de volta. Adorei