31 agosto 2011

#17 Carta para alguém da tua infância

6 comentários.
quando tempo passou afinal ? 9 anos dizes tu.
tens mesmo a certeza ? podia jurar que tinha sido ontem.

cresci contigo. já pensaste bem na importância que isso tem ? se contares a nossa história a um desconhecido, julgar-te-á por louca. 'nunca se chatearam ?' dir-te-ia ele. vê-se logo que não te conhece, que perdeu a essência da vida, o seu lado bom. haverá algo mais sensato e calmo que tu ? por momentos gostaria que me ensinasses o teu segredo, como consegues estar sempre bem com a vida. mas sabes que mais ? não digas. torna-te única, fica assim tal e qual como és porque mesmo que às vezes te sintas mal, quero que penses nos meus actos contigo e percebas que não há ninguém no mundo que tenha mais orgulho em ti que eu. por muita gente nova que tenha aparecido nunca deixaste que interferissem connosco e fizeste-o sempre da forma mais correcta. fica aqui para sempre, sê a 'tal' e cumpre todos os sonhos de criança. és o melhor da minha vida, és uma dádiva que me caiu do céu.  lembra-te sempre de uma coisa, já fazes parte da família e mesmo que a nossa relação seja diferente é a melhor que algum dia alguém me poderia ter dado, é aquela com que todos sonham um dia alcançar. estou-te eternamente grata e juro-te que não digo isto da boca para fora. pronto, acho que está tudo dito.

28 agosto 2011

29 comentários.
o passado persegue-nos, não nos deixa em paz. para cada lugar que olho, lembro-me dela, como é bonita, determinada e forte. a sua capacidade de encantar qualquer um, só de abrir a boca. e porquê ? eu que sou confiante e raramente me sinto insegura não devia estar assim. já passei por isto, sei o que custa mas desta vez ela está diferente. está disposta a ter-te de novo e eu ? eu por muito que te queira sei que não consigo ser como ela. tenho saudades de quando era só eu e tu. eles mudaram a nossa vida, ele estragou-me e ela afecta-me. desculpa não ser tão atenciosa, mas lembra-te que apesar de tudo nc desisti e se mesmo assim as recordações que deixámos para trás voltarem, eu, mais uma vez, continuarei aqui.
no meu coração, sou só eu e tu.
ps: queria poder falar contigo sobre isto, mas .. não consigo. não consigo incomodar-te com os meus problemas.
16 comentários.
e este será o último post dirigido a ti, nunca mais miúdo. fizeste-me de burra e agora a ignorância e indiferença vão ser retribuídas mas três vezes mais. adeusinho, para todo o sempre.
deste-me todos os motivos pra desistir, vou-te dar todos os motivos pra te arrependeres.

27 agosto 2011

#29 Carta para a pessoa a quem queres contar tudo, mas tens medo de o fazer

12 comentários.
estás longe, sou inconstante e tenho medo.
o que é que eu faço ? costumamos querer telemóveis de última geração, roupa nova e eu ? o que eu mais queria era que estivesses aqui comigo, a apoiar-me e fazer-me rir, como tu sabes. o meu maior desejo é poder contar-te tudo, sem ter medo que fiques chateado comigo. fazias-me tão bem e eu com receio, afastei-me. por favor, percebe-me. dizes que podes estar sempre comigo, mas não é bem assim. vais fazer o esforço de faltar aos treinos, mais uma vez por mim e eu nem mereço. não queria que as coisas fossem assim, queria ter-te sempre presente, levar-te para todo o lado e apresentar-te como meu amigo a todos. dá-me segurança, mostra-me que posso confiar em ti. que independentemente dos meus erros não me vais deixar cair.
gosto tanto de ti n.

finalmente

4 comentários.
acabou finalmente ? será que agora é de vez ? só tu me poderias dar resposta a tal, mas contigo, nem mais uma palavra. é normal agradecer nestes textos e para variar, não sou a excepção do mundo, por isso obrigada. obrigada pelos três meses de amizade e já agora, por me teres feito crescer. da pior maneira, mas isso não interessa. o que realmente importa é que neste momento sou melhor que tu, em todos os aspectos. nunca tive vergonha de mim, admiti sempre os meus erros enquanto tu, com o teu ar presunçoso, mentias. e mesmo depois de os admitires não mudavas, o que automaticamente fazia com que a tua honestidade deixasse de ter significado. cometi erros, sou humana e devias agradecer ao mundo tal feito, pq se não fosse nunca terias tido a melhor namorada do mundo. podia dizer que nunca tinhas amado de tal forma, mas só me iludiria. sempre soube que a tua primeira paixão nunca foi esquecida e se isto não resultou por eu não ser tão boa como ela, lamento. fui eu, eu própria que um dia mais tarde será realmente amada por outro. no entanto, na minha opinião, isto acabou porque o orgulho é lixado, lixado mesmo. acordei finalmente para vida, vejo-a de modo diferente. com mais garra, determinação e força. orgulho-me, orgulho-me de mim. será que alguma vez sentiste isto ? será ? foram muitos textos direccionados a ti, todos eles tentando libertar o aperto que tinha, foram tantas compreensões da minha parte. paciência não é o meu forte e agora, foi-se. tínhamos o que muitos não têm, amámo-nos demais e mesmo assim, eu era capaz de amar ainda mais que tu. em pequena, jurei a mim mesma que nenhum homem brincaria com os meus sentimentos, ainda estava para nascer aquele que me fizesse de burra. engraçado como a vida é iónica e nos prega partidas, fui a primeira a cair. mas rapidamente me levantei, sem quaisquer problemas. já é o segundo texto de despedida que faço, espero não fazer mais nenhum. hoje percebo que o que tu me fizeste não se perdoa nunca, tentei desculpar mas os teus actos não foram suficientemente fortes. conseguias, se quisesses. cm não és menino para tal, ignoraste e agora o meu sentimento vai desaparecer, muito mais rápido do que esperas e quando voltares, mais uma vez, nada será igual. a rapariga que conheceste, entendedora e ingénua, fugiu. por isso pensa bem antes de voltares, pq a minha frieza será a tua melhor amiga.
fica bem, desconhecido.

24 agosto 2011

#12 Carta para a pessoa que mais odeias, ou que te causou maior sofrimento

11 comentários.
querida miga:
 mereces a maior honestidade de todas, já que essa palavra não existe no teu vocabulário, já que o teu mundo está coberto de mentiras. esta é para ti ! tu que tens duas caras. tu que estás sempre acompanhada pela tua miga da onça, outra igualzinha a ti. tu, que precisas de mostrar o corpo, já que a tua alma não consegue ser mais bela. não vou mentir, pensei duas vezes antes de te escrever, mas sabes que mais ? tinha tanta coisa guardada que agora já nem consigo parar e no final, no final de toda a nossa história, eu sairei vitoriosa por ter enfrentado tudo com um sorriso. por não desistir e ser sincera. algo que tu nunca foste, não foste forte o suficiente para dizer que 'não'. o problema não foi ter sido só a ele, mas sim a todos ! se tivesse acontecido só entre ti e o meu menino, perceberia, todo o ser humano erra, mas fofinha .. tu nem escondes. odeio-te por te teres aproveitado do que era meu na altura e ainda assim, contares a todo o mundo. se fosses séria guardavas para ti, protegias-me do erro que tu tinhas cometido, mas como não o fizeste não peças compaixão da minha parte. na escola sorrirei para ti, com aqueles sorrisos que todas às que tu fizeste igual te dão. até tenho pena, não consegues ser amada por ninguém. nem amigos tens e um dia, quando te arrependeres será tarde. para ti, um simples sorriso.
adeus para todo o sempre miga.

23 agosto 2011

26 # Carta para a última pessoa a quem fizeste uma promessa.

9 comentários.
percorria no word as cartas que me faltavam escrever. metade delas não faziam sentido cá dentro, até esta aparecer. li o seu nome e estremeci. recordei. cometi o erro de relembrar. a imagem no pc ficou distorcida, até que a mais corajosa decidiu escorrer. senti o seu calor a percorrer-me a face. limpei-a e pensei: 'é hoje'. daí escrever-te, com os nervos à flor da pele e por essa mesma razão, com uma dificuldade que nunca antes senti. antigamente as palavras saiam naturalmente, como se estivesses mesmo à minha frente, a olhar-me nos olhos. hoje não. hoje apaguei e escrevi. voltei a apagar e a escrever de novo. não me sai nada, estou demasiado nervosa para conseguir escrever mas quero, necessito e vou fazê-lo. ontem fiz-te uma promessa, uma promessa que não foi uma qualquer. promessa essa que implica uma mudança na tua vida e na minha. por isso mesmo ser difícil para ti aceitá-la. compreendo, fiz asneira e tens medo que tudo isto que estamos a passar seja em vão. mas tu, que dizes saber tudo, saberás tão bem como eu, que naquele mês que tivemos separados, não esquecemos. naquele mês, tu pensaste em mim e controlavas-te no face, pensando que te recusaria e no entanto, eu própria, do outro lado do ecrã, pensava o mesmo. sofremos tanto juntos e ultrapassámos sempre porque é que desta vez seria diferente ? se não nos esquecemos naquele mês, se foi preciso voltarmos para ficarmos realmente bem, porquê separarmos-nos de novo ? seria em vão, não nos esqueceríamos. eu escreveria dias e dias aqui no blog, até não ter mais nada que escrever sobre ti e tu, tu aguentarias tudo sozinho. dirias às pessoas que estavas bem enquanto no fundo tinhas saudades minhas. se tens ciúmes, como o demonstraste ontem é porque me amas, amas só a mim e se é assim porquê entregares-me aos outros quando posso ser só tua ? queria poder dizer-te o que isso significa mas não dá, não consigo. sermos diferentes provavelmente não ajuda, mas eu queria tanto fazer parte do teu mundo, tenho medo mas queria. queria que me levasses para todo o lado contigo, sem que tivesses receio de eu me sentir mal num espaço diferente do meu. queria poder dizer que já namorávamos à anos. disseste uma vez que provavelmente não somos compatíveis, mas se não somos, nunca teríamos chegado onde chegámos. se tal fosse verdade, logo naqueles primeiros três meses não tínhamos andado para a frente e de tal forma andou que está quase num ano. aceita a minha promessa, acredita em mim, em  mim que nunca te dei motivos para desconfiares. pensa bem no que sentiste naquele mês, pensa bem na razão que te fez voltar a falar comigo e depois pára. achas que vale mesmo a pena ?

ps: a foto fez-me lembrar tu e eu, quando éramos apenas só nós dois, há quase um ano atrás. quando eu te implorava que me levasses a casa e quando não passava tudo de um simples dar as mãos que já significava tanto.

22 agosto 2011

0 comentários.
acabei. armei-me em forte, pensando que conseguia. achava que o sofrimento era causado por ti, enganei-me. descobri que te amava demasiado para conseguir fazê-lo. tentei tanto ser umas das excepções, estar numa relação que durasse anos. estraguei tudo. não é normal amar desta forma, chega a paixão já. dou-te tempo, o tempo que quiseres mas perdoa-me. não disse o que sentia, fui fraca demais. desculpa miúdo. uma oportunidade, só preciso de uma.

#15 Carta para a pessoa da qual tens mais saudades.

4 comentários.
my family, my dear family. naquele momento percebi. admirei-vos como nunca. senti tanto a vossa falta que entendi que vocês me são tudo. que são os únicos de quem realmente sinto a verdadeira saudade. mãe, um obrigado enorme por fazeres tudo por mim, por seres o meu exemplo e orgulho. pai, lamento o que está a acontecer com os avós, mas és forte e superas. um dia disseste-me que há apenas uma linha, um fio de cabelo que separa 'amor& ódio' e é nisso que a nossa relação se baseia. num minuto admiro-te como ninguém, no outro odeio-te. no entanto, acredito que faça parte da relação, pai e filha. obrigada por me ensinares tudo o que sei hoje e principalmente por me incentivares a nunca desistir dos meus sonhos, por mais difícil que seja o caminho. e por último, mana, a ti apenas tenho uma coisa a dizer .. os amigos, por mais próximos, chateiam-se. complicam tudo e chegam até a acabar a relação. irmãos não. irmãos chateiam-se num minuto e no outro já estão bem. lembra-te sempre disso minha pequena. são únicos, obrigada por me fazerem conhecer o verdadeiro conceito de felicidade. amo-vos.

21 agosto 2011

2 comentários.
life is life.
 
a vida é dura, são muitos que os que o dizem, muitos os que o sabem e raros aqueles que estão preparados. com o tempo perceberás que nem todos os teus esforços serão valorizados. haverá alturas em que te sentirás ridícula, incapacitada e julgada por tudo e todos. verás que nem todos os teus sonhos serão realizados e que a vida, que possivelmente idealizaste em criança, não será nem tão pouco parecida. perceberás que as pessoas não mudam, revelam-se e adaptam-se aos vários momentos que enfrentam. observarás a coisa mais insignificante, enquanto aquilo que está à frente dos teus olhos te passará ao lado. odiarás os que não cumprem as promessas e no entanto tu também não cumprirás as tuas. haverá uma música especial que te dará toda a felicidade que algum dia desejaste, enquanto o teu mundo ruiu e por outro lado, outra te deixará a pessoa mais infeliz, mesmo que tenhas a tal 'vida perfeita'. com o passar dos anos aprenderás mais do que a escola algum dia te poderá ensinar. vais chorar sem sequer saberes a razão e sorrir quando tudo o que queres é desaparecer. a cada minuto ficamos mais velhos e nem nos apercebemos, daí a tua família ser essencial e mesmo que agora não o entendas, daqui a uns aninhos sentirás que sem eles, nada te consolará. porás as mãos no fogo, apenas por aqueles que realmente te amam, ou seja, os teus familiares e todos os movimentos que fizeres serão apenas por eles e só eles. vais tornar-te desconfiado/a devido à mágoa que todo o ser humano que passou na vida te deixou. sim, porque toda a gente deixa uma marca, quer queiras quer não. mesmo que digas ao mundo que aqueles que se foram é porque são insignificantes, todos saberão que por trás dessas palavras não haverá mais tristeza por tê-los visto partir. ficaria bem dizer que quando tivesses um dia mau para não lhe falares mas .. fala-lhe, sorri-lhe, dá-lhe tudo ! porque mesmo que seja duro, mesmo que te sintas a pessoa mais pequena do mundo, será nessas 24 horas que verás realmente a força que tens. é com os erros que aprendemos, por isso não temas. arrisca. não controlamos a vida, não depende só de nós que seja perfeita, por isso, quando algo correr pelo pior, não desanimes. há sempre alguém com um problema mais difícil. a tua vida é como tu a quiseres viver. depois disto tudo, pára. olha à tua volta. que vês ? eu cá, vejo a vida que quero viver. chamar-lhe perfeita, não posso.
é que não há vidas perfeitas.

16 agosto 2011

4 comentários.
Tumblr_loe9vnfd3p1qmk39jo1_500_large
já percebi que hoje estavas mal, vi na maneira como falaste, não insisti. irritei-me, admito e ainda irritada estou devido á minha intolerância, mas como nestes dias tens sido o melhor para mim, desculpo-te. espero que me digas mais alguma coisa e depois verei a forma como te trato, como ficaremos. só não percebo porque é que o meu coração está tão seguro e tão calmo ..

15 agosto 2011

3 comentários.
Tumblr_lnmkgrpvyf1qdggtgo1_500_large
ele: tenho ciúmes quando te abraçam ..
ela: pq ?
ele: porque mesmo que seja só por um segundo, essa pessoa está a segurar o meu mundo inteiro.
como ficavas depois de ouvir isto ? pois, eu sei, conheço essa sensação.

amo-te miúdo e já há quase um aninho que entraste na minha vida 

11 agosto 2011

#19 carta para alguém que te importunou a tua cabeça - bom ou mau

19 comentários.
Tumblr_lpqhffkexs1qcfsg9o1_500_large
escolhi o 'bom', hoje dedico aos meus amigos. são sem dúvida o melhor que a vida vos pode dar. esqueçam o resto, aqueles rapazes/raparigas que vos fazem sofrer, eles/as simplesmente nos iludem, quebram promessas e mais tarde deixam-nos. os amigos não. discutirás com alguns e com outros passarás o resto da vida sem conhecer esse seu lado. almoços diários com uns e noitadas com outros. farás as figuras mais rídiculas aos olhos da maior parte e as mais acertadas e corretas no coração dos mais carentes. serás admirada/o mas nunca julgada/o. acompanharte-ão e serão para sempre, basta quereres. não interessa se fazes parte de um grande grupo, ou apenas és só tu e outro alguém. o importante é teres, esquece a quantidade e procura a qualidade. lembra-te que amigos são aqueles que te protegem do mal, acompanham-te na merda, e sorriem contigo mesmo quando o mundo deles ruiu. são raros esses .. felizmente, eu encontrei os meus e quando os encontrei, nunca mais me desprendi. é neles que encontro a força necessária, o riso quando são as lágrimas que predominam. muitos são aqueles que nos criticam e nos admiram, assuntos secundários que nem aos nossos ouvidos chegam. daí a querer escrever-lhes o maior texto, mas como disse em cima, o que interessa não é a quantidade mas sim a qualidade. nesta carta refiro-me a todos, não só ao meu grupo, mas também aqueles que nunca me deixaram, que lutaram comigo. para os que me viram crescer e para os que são de agora mas já ocupam um lugar aqui
obrigada pela vossa paciência incansável, por me deixarem ser quem realmente sou.
amo-vos e nada chegará para vos compensar.

10 agosto 2011

0 comentários.
Tumblr_lai8swwg2e1qcjuy6o1_500_large
choro todos os dias, não percebes ?

09 agosto 2011

2 comentários.
Tumblr_li2z0bgiib1qfqyh0o1_500_large
ai saudade ! quem te inventou devia ser punido, obrigado a destruir aquilo que criou.  fazes mal às pessoas sabes ? se sabes, porque existes ? porquê ?! és odiada por todos, não conheço ninguém que goste de ti .. nestes útimos dias somos só nós, eu e tu, tudo o resto fugiu. ou então fui eu que fugi deles, sim, porque eu é que me vim embora, foi a minha pessoa que os deixou lá. não pude fazer nada, lamento. agora dou-lhes valor, até ás mínimas coisas, coisas essas que passavam por mim e eu nem reparava. tenho saudades do meu mundo e ainda mais uma semana me espera.
0 comentários.
Tumblr_lpmtdmpocj1qcaxspo1_500_large
acertar à primeira não é humano, é aborrecido.

07 agosto 2011

0 comentários.
Tumblr_lm0e6jnkzo1qjc3lzo1_500_large
é tão bom ter-te comigo outra vez, sensação essa que já estava esquecida e agora será sempre assim. o resto dos nossos dias maninha.

amo-te bubble

04 agosto 2011

'sim'

0 comentários.
Tumblr_lpc2vq9vih1qchvsbo1_500_large
estou cansada das nossas discussões, quero paz míudo. quero ficar bem contigo para sempre ..
sabes a mensagem que me mandaste ontem à noite ? fizeste-me sorrir, como há muito já não sorria. aquele esboço de felicidade que só tu me consegues dar. vamos atinar sim ?
1 comentários.
Tumblr_lhlcmujxcs1qcupaoo1_500_large
nunca duvides de nós. muitos são aqueles que entram na minha vida, mas está mais que provado que ninguém te substituirá porque como tu, não há igual, lembrate disso mana. és a melhor e quando digo isto sabes bem o que significa.

                                                                                                                                                                                                                                amo-te, como ninguém.

03 agosto 2011

acabou

0 comentários.
Tumblr_lpbxv9nsq71qfwvm7o1_500_large
agora escrevo-te com toda a sinceridade e orgulho, para mim acabou!
enquanto contínuares assim não dá mais.
fica bem, amo-te.
0 comentários.
onde estás tu, verão ?
um dia vais-me dizer por onde andaste, os caminhos novos que percorreste e as pessoas com as quais falaste. quando esse dia chegar, vais-me levar contigo e adivinha só .. esse dia é amanhã !
quero ser acordada com os teus raios de sol nos meus olhos ensonados e com aquele calor que só tu possuis. vê lá, não me desiludas, quero-te, amanhã de manhã. não sejas mais um daqueles 'quebra-corações' que andam por aí e leva-me para longe, para bem longe daqui.
mostra-me onde ficaste estes dias, mostra-me porque andaste desaparecido e fica lá comigo, para sempre.
finalmente percebo porque é que este ano não apareceste .. cansaste-te do mundo aqui. da indiferença e falta de saber das pessoas. os sentimentos partiram também, está visto e os meus não são excepção. estou admirada comigo mesma, sabias verão ? deixei de sentir a falta, habituei-me de tal modo que até estranho. penso nele, todos os dias, em todos os minutos que passam. olha constantemente para o telemóvel à espera da sua mensagem/chamada, espero tempos e tempos no fb, na esperança que ele entre. hoje isso não aconteceu .. até agora não falámos. vou-me embora durante 15 dias e há quatro que já não estou com ele. mas orgulho-me de mim, até hoje nunca lhe mandei uma única mensagem, a iniciativa foi sempre dele. de todos os convites para estarmos juntos, nenhum veio de mim. só que agora, eu sinto que acabou. agora que vou para longe, não quero problemas e quanto voltar, uma nova vida me espera.

02 agosto 2011

#20 Carta para a pessoa que mais te partiu o coração

0 comentários.
'a história nunca se repete'. frase que tantas vezes me foi dita e eu cega acreditava, confiando em cada palavra, mas agora, já não faz sentido. aquele sentimento de inveja voltou, sentimento esse que estava guardado num cofre a sete chaves, para nunca mais ninguém o poder despertar, e para variar a mesma pessoa abriu-o . abriu-o exactamente com a facilidade de há meses atrás, com meras palavras que atingiram algo cá dentro e que magoou tanto como dantes. houve alturas em que me habituei e aprendi a ignorar, conseguindo finalmente deixar de me comparar. no entanto desaprendi tudo de novo, agora olho para ela e vejo que em tudo o que faz é melhor. que te consegue cativar de uma forma que eu nunca consegui e que possivelmente te faz mais feliz do que alguma vez eu consegui fazer. de melhoramiga chamaste-me em tempos e em tempos acreditei que voltarias a chamar mas agora percebi que dificilmente isso voltará a acontecer, porque cada vez mais vos vejo próximas, cada vez mais vejo a história a repetir-se .. cada vez te perco mais.

01 agosto 2011

sunshine

3 comentários.
chateei-me com a vida. não percebo a sua complexidade. a forma como se desenrola e esconde as melhores pessoas de mim. porque é que só nos juntou agora? no momento em que mais precisamos uma da outra ela vai tirar-me de ti, vai-me mandar para longe. para um lugar onde apenas as minhas mensagens e chamadas diárias te poderão fazer sentir bem e efectivamente, mostrar no que te estás a tornar.
agora paro e penso, 'há quanto tempo te conheço?'. parece que há anos leio o teu nome no meu telemóvel. o a vontade que sinto é de muitos anos a cometer asneiras aos teus olhos e nunca me sentir julgada e por estranho que pareça conheço-te há meses. mas, felizmente, não são esses meses que me impedem de saber naquilo que és e no lugar que ocupas e poderás vir a ocupar.
espera por mim, olha durante 15 dias para o teu objecto vibrante e poderás ver pela manhã uma chamada ou mensagem que depois de aberta dirá 'BOOOOM DIA SOL'!
ainda bem que me encarregaram de ti, que me deram a oportunidade de te proporcionar o melhor verão de sempre. agradece-lhe por tudo, por nos ter juntado desta maneira e por dar-me a oportunidade de te conhecer e de me fazeres desta maneira feliz.
acho que nem tenho de dizer mais nada sun, tu sabes