30 dezembro 2011

24 dezembro 2011

27 comentários.
 acreditem em vocês mesmos, confiem em quem são e nunca se culpem. quando errarem, emendam a situação e caso não consigam, não se martirizem, tentaram e isso é o mais importante*

"gosto muito de te ver."

8 comentários.
hoje foi dos melhores dias que ficarão gravados na minha memória.
fica a saber que te admiro muito, e te sigo como exemplo. tenho um carinho enorme por ti e vejo-te como uma irmã mais velha. amo-te minha menina grande

ps: feliz natal a todos :)
0 comentários.
no inicio foi difícil habituar-me a vocês, mas agora, agora só me quero aproximar cada vez mais. obrigada pela tarde, obrigada pela confiança depositada

21 dezembro 2011

21 comentários.
 lembrei-me de ti meu pequeno* 

« ele não é perfeito. ninguém é, nenhum de vocês será. mas se ele te consegue fazer rir pelo menos uma vez e se ele admite os erros, agarra-te a ele e dá-lhe o máximo que puderes. ele não vai citar poesia, ele não está a pensar em ti a toda a hora, mas ele vai-te dar uma parte dele que ele sabe que podes magoar. não o magoes, não o mudes, e não esperes mais do que ele te pode dar. sorri quando ele te fizer feliz, grita quando ele te tirar do sério, e sente falta dele quando ele não está lá. o amor dura quando há amor para dar. porque homens perfeitos não existem, mas há sempre um que é perfeito para ti. »
 (bob marley)

20 dezembro 2011

100.

25 comentários.
obrigada a todos os meus queridos seguidores, pelos 'amei', pelas opiniões, pelos comentários atenciosos .. obrigada pelo apoio. somos finalmente 100 e estou tão agradecida e feliz por isso. espero continuar a corresponder às expectativas de vocês todos e que venham muitos mais fazer parte deste meu cantinho.
obrigada, obrigada mesmo meus amores.

18 dezembro 2011

dia 10- o melhor dia da tua vida.

27 comentários.
Tumblr_lwewet3kmk1qhbitjo1_500_large
há muitos dias pelos quais gostava de falar, tal como o dia de anos da minha irmã, ou aquela tarde de verão em que me mostraram a música 'hope- who am i to say'. no entanto, olhando para trás, há um conjunto de dias que me faz sorrir de orelha a orelha. aquele em que fomos os dois ao coimbrões, onde eu levava os meus brincos rebuscados, as calças largas, as air force brancas e a camisola emprestada e tu, tu ias lindo, como sempre. vestias pela primeira vez aos meus olhos os teus calções e por cima levavas a tua t-shirt azul da nike. fomos andando e parámos na bp para comprar o meu ice tea de pêssego. eu falava e falava, sem me calar um bocadinho que fosse e por instantes reparei que lias o jornal enquanto me ouvias. significou tanto para mim que ainda hoje, recordo esse momento e os meus olhinhos brilham.
outro dia foi quando saímos do coimbrões atrasados, que eu fiz questão de esperar que saísses de tomar banho e fomos a correr pela rua da bélgica abaixo. lembro-me perfeitamente, era noite já e levava as minhas vans.
e quando fizeste questão de me levar à música, numa sexta feira e chovia torrencialmente ?
nunca mais me esquecerei do primeiro dia em que chorei à tua frente, lembrei-me da martinha e da falta que ela me fazia, quando ouvi a música dos xutos- querida pequenina. tu limpaste-me as lágrimas e mostraste-me um lado teu que desconhecia, de seguida fomos para casa do teu primo e lanchamos lá. jogaste à bola com ele na cozinha e nessa tarde senti-me parte da família.
aquela semana em que me fizeste uma surpresa todos os dias, em que puseste um papel na minha mochila sem eu dar conta, em que cheguei à sala e tinha um texto teu dentro do livro, em que me ofereceste um estojo cheio de papelinhos lá dentro, em que me deste uma rosa de madeira que eu há tanto pedida e chegaste à escola com um panic para mim e que me ofereceste um happy meal sem eu contar.
no dia do teu jogo, em que me marcaste um golo, fizeste-me um coração e no final me deste uma camisola a dizer 'aaaaamo-te lena' e, para não bastar quando saiste do balneário e me deste o alargador branco que nunca tiro.
quando eu fiz merda e mesmo assim me ofereceste um panic com um papel a dizer 'AMO-TE MUITO'.
do dia em que nos chateamos e quase choraste à minha frente.
da primeira vez que fomos pelos cavalos lembraste ? dia 20.
do dia 22 de junho.
do dia 06 de novembro.
e do dia 10 de novembro.
estes foram dos melhores dias da minha vida até hoje.

leãozinho

13 comentários.
é só para saberes que tenho um grande carinho por ti, um enorme orgulho por tudo o que és e alcançaste até hoje. nunca mudes sim ? e mesmo que agora sejamos de turmas diferentes, já me provaste que nada irá mudar, que sempre que precisar estarás lá e assim digo-te eu o mesmo. nunca baixes os braços, mantém a cabeça erguida. és um orgulho, amo-te leãozinho.

17 dezembro 2011

dia 9- o pior dia da tua vida.

7 comentários.
custa tanto voltar a falar, a tocar no assunto que tanto faço para esquecer. mas esse foi sem dúvida o meu pior dia, aquele em que perdi as forças, em que não houve tempo para pensar pois o cérebro deligou-se automaticamente. não sou a única no mundo a suportar esta dor, e é nisso que me baseio. se muitas/os ultrapassaram, eu não sou excepção.
já era tarde quando abri os olhos nesse dia, o sol já estava bem lá no alto. não tinha dormido sozinha, uma amiga com quem tinha saído à noite estava a meu lado. peguei, como todos os dias no telemóvel e tinha '2 mensagens novas'. mal abri a primeira perdi a vontade de viver. bati bem lá no fundo e não reagi.
hoje gostava que muitos mais me tivessem compreendido, gostava de não ter ouvido muitos 'eu avisei' e ainda hoje estou rancorosa com tais pessoas. desejei muito voltar atrás no tempo, para evitar que aquilo acontecesse, no entanto, isso nunca foi opção. ergui a cabeça e ainda hoje mantenho o queixo para cima, sorrindo na cara dos dois. ele voltou, depois do seu erro e ainda tenta ter-me novamente. para mim acabou, para mim tinha sido a gota de água. todos me julgaram, todos me fizeram chorar e sentir a pior pessoa do mundo, só que, no fundo eu sei, que no meu lugar teriam agido de maneira bem diferente. todos seriam mais fracos e não teriam a coragem que eu tive/tenho.

16 dezembro 2011

parabéns ♥

6 comentários.
15 aninhos meu amor, são 15 de muitos espero. lembra-te que os que virão serão passados comigo, até ao último minuto, em que morreremos juntos, lembraste ?
apenas três meses da tua vida foram passados comigo e será que sentes o mesmo que eu ? que parece que já vem de há muito ? é que agora olho para trás e só te vejo a ti, a levares-me a casa e a buscar-me a todo o lado. nem sei como isto era antes de apareceres, não cabe na minha cabeça perceber o tempo que aguentei sem ti. porque não apareceste há mais tempo ? bem, não interessa, o que interessa é que estás aqui, a fazer-me a mulher mais feliz do mundo e antes do mais quero agradecer-te, pela forma bonita com que cuidas de mim. pelos abraços e os beijinhos. por me levantares quando eu estava a cair. por te preocupares e deixares tudo por mim. obrigada pelo o menino impecável que és. obrigada por me contares tudo e confiares. e antes do mais, obrigada por me orgulhares.
e já agora, um pedido de desculpas também. já que me enervo com facilidade e acuso-te antes de ouvir a explicação. desculpa se me tornei possessiva e te impeço de fazer certas coisas, no entanto nunca te queixaste, parece que és feliz assim e eu espero bem que sejas, faço por isso.
resumindo, obrigada e amo-te. nunca me deixes, pois deixaste-me mal habituada e não acredito encontrar alguém como tu, não acredito mesmo.
here i am (20) i ♥ u.


*há 15 anos atrás nasceu um rapazinho impecável, de cabelos loiros e olhos castanhos, fanático por futebol, até certo dia, em que cresceu e se apaixonou. nunca desistiu, mandou mensagem de 'bom dia' todos os dias e mesmo levando patadas, continuou de pé, a lutar pelo o que queria e, acredito que um dia, tenha aquilo por que tanto esperou.*

13 dezembro 2011

explodi.

6 comentários.
despejei tudo o que estava acumulado e doeu, doeu mais do que esperava pois sabia que estava errada, sabia que hoje ela não tinha tido a culpa. tentou ser perfeita ontem e hoje mas a verdade é que eu necessito que seja ela mesma a toda a hora e não alguém com quem eu já me comparei na maior parte do tempo, ou uma pessoa perfeita quando sente que está a perder. não, eu preciso dela, tal e qual como era, não perfeita, não outra, simplesmente ela.
descarreguei na minha menina, é verdade, mas não me arrependo. já sentia aquilo há muito e fui aguentando para não lhe dar mais problemas e há bocado, quando me julgou de não ser fofa, quando no fundo faço tudo por aquela miúda (ainda hoje fiz muito e ela nem se apercebeu) explodi, explodi de raiva ao ver a forma como me retribuía os esforços que faço, que nem por mim são. não tens que tocar no nome dela, pois tu, em tempos anteriores fizeste pior, por isso não me censures de coisas que tu já fizeste.
afastaste-te sim. entravas na sala, saias da sala e nada me dizias. deixaste de querer saber se tinha companhia para sair da escola e à tarde, deixaste-me entregue ao mundo. a minha base desmoronou porque eu a abanei é verdade, no entanto quantos abanões levei eu e continuei de pé ? não é justo atirar-te o passado à cara, só que ele atira-se para o meu presente e futuro, logo torna-se inevitável. sei que não tens noção das coisas e não percebes que quando dizes 'não', sem uma justificação, sem nenhuma importância de me deixar sozinha dói e o problema não é ser só um 'não' mas sim muitos. não te direi mais nada, não consigo. para quê ? para ser tratada da forma que trataste agora ? não sou mais assim, já foi a minha vez, agora é a tua.
lamento se te magoou-o mas sempre disseste para olhar por mim e não gosto que me apontes defeitos depois tudo o que já fiz e ando a fazer. se quiseres falar e esclarecer as coisas, cá estarei para te ouvir, tal como sempre, no entanto não serei eu a tomar esse passo, mesmo que agora parte da culpa seja minha. já me conheces, senão me aceitas assim, sabes o que tens a fazer.

e já que não consigo ter uma conversa séria contigo e esclarecer palavra por palavra que está aqui escrita, tive de deitar cá para fora através de alguma coisa.

11 dezembro 2011

somos um.

28 comentários.
love you my little boy
sabes bem o significado*

06 dezembro 2011

dia 8- o que dizem os teus olhos.

25 comentários.
esses vagueiam, sem destino ou direção. dizem muito e pouco ao mesmo tempo. sabem que fizeram alguém apaixonar-se de tal forma, que raras são as pessoas que o sentem. já viram muito da vida, sabem de mais.
eles dizem-me que nunca se vão fechar, lutarão sempre e por vezes desistir, é lutar. lutar pela própria felicidade e isso é dos atos mais heróicos.  já choraram muito, mas prometeram nunca mais derramar uma única lágrima à frente de quem não merece e de quem merece também. dizem ainda que são felizes, independentemente das desavenças da vida e por fim, a sorrir, afirmam que superam tudo, pois força como esta, não há igual.
eles orgulham-se, isso é o mais importante.

05 dezembro 2011

dia 7 - a música que descreve a tua vida neste momento.

1 comentários.
http://www.youtube.com/watch?v=k-5su_JTze8  Guilherme & Santiago - E Dai?
« e daí se eu quiser farrear tomar todas num bar sair pra namorar
o que é que tem?
foi você quem falou que a paixão acabou
que eu me lembre eu não sou de ninguém
e daí, que você me deixou, mais um dia passou e o mundo não parou
tô aqui
confesso fraquejei muito tempo chorei
só deus sabe o quanto eu sofri
mas não fui me humilhar te pedir pra voltar
o que você ta fazendo aqui?
se ainda não me quer então sai do meu pé eu faço o que eu quiser
e daí se eu quiser farrear tomar todas num bar sair pra namorar
o que é que tem?
foi você quem falou que a paixão acabou
que eu me lembre eu não sou de ninguém
se eu quiser farrear tomar todas num bar sair pra namorar
o que é que tem?
foi você quem falou que a paixão acabou
que eu me lembre eu não sou de ninguém. »

30 novembro 2011

dia 6- uma frase que te tenha marcado, justifica.

8 comentários.
Tumblr_lhz119sfzr1qdu1clo1_500_large
« hoje brincaste, amanhã és brinquedo. »
li.
ficou gravada.  foi escrita com tal força no meu coração que nenhuma borracha a apagou até hoje.
identifiquei-me logo, até pareceu um dejá-vu por pequenos instantes. tanta gente brincou com os meus sentimentos até hoje .. ignorando o que poderia sentir com tais atos. caguei sempre. saí de cabeça erguida, quer nas amizades ou amores. orgulho-me de mim, porque apesar de terem brincado, no final vieram sempre atrás, rebaixando-se, fazendo os possiveis e impossiveis para me ter de volta. e até hoje, nunca cedi a ninguém. pude sempre retribuir da mesma moeda, mas com dignidade.

esta frase, é o meu lema de vida e espero que dê muita força a todos*
ps: este post, não é nenhuma boca a ninguém. é só para não ser acusada injustamente.

29 novembro 2011

dia 5- alguém que te tenha desiludido muito.

3 comentários.
sabes qual é o teu problema ? atirares a culpa sempre para cima dos outros. esqueceste daqueles que entraram na tua vida e da forma egoísta como os trataste. por vezes não te recordas de memórias partilhadas com eles e, quase como automaticamente, acusas-me de ter sido eu a fazê-lo, quando na realidade estou inocente e tudo o que eles sabem, veio de ti e só de ti. é nisto que dá tomares-me por garantida. pensares que podes dizer/ fazer o que quiseres que eu sou de ferro e aguentarei para sempre apenas por nos manter vivas. infelizmente para ti, essa bondade que existia dentro de mim morreu, não para os outros, mas sim para quem me desiludiu com tais palavras. reflecte seriamente na forma como me trataste outrora e na forma como falaste hoje. achas que merecia ? é que nem culpa tive, pois quem lhe contou tudo, foste tu.
será que nunca consegues estar bem com as duas ao mesmo tempo ? não pensas nas tuas atitudes ? quê, estavas a contar que me rebaixasse como antigamente ? essa menina já cresceu à muito e lamento se te desiludi por causa disso mas da forma que era, levava muitas pancadas na vida ..
sei que vais ler este texto, mas é o que eu sinto e se é o que sinto é porque tu o despertaste em mim.
ah, só mais uma coisa, fico à espera de um pedido desculpas sincero.
ps: vejo o teu blog na mesma amiga.

26 novembro 2011

dia 4- fala sobre a pessoa que mais te marcou este ano, pela positiva.

12 comentários.
foste tu meu pequeno amor.
é a ti que devo uma vida, mil e um sorrisos, fortunas, devo-te toda a minha felicidade pois sem ti, eu não teria uma história para contar. não podia dizer, com todas as certezas 'eu tive alguém que me amou de verdade. tive um menino impecável, que fez tudo por mim, mesmo quando eu não merecia. alguém que valorizou tudo o que fazia. esteve sempre lá e mesmo que por vezes o dia lhe corresse mal,  sempre disposto a receber-me com um sorriso. por momentos tive um rapazinho que me colocou em primeiro lugar na sua vida, abdicando tudo, deixando o mais importante para trás e concentrando todas as suas forças para esquecer o pior. uma tal pessoa que depositou toda a sua confiança em mim e eu nele. que aguentou tudo, por nós. que esperou. que nunca desistiu. que imaginou sempre um futuro a meu lado. que me tratou como ninguém. que me levou a casa todos os santos dias, com chuva ou sol. que me pagou imensas coisas e me fez as primeiras surpresas. alguém que cantou as 'nossas' músicas comigo e dizia 'esperemos que seja menina'. tive a melhor pessoa do mundo comigo. que lia o jornal enquanto me ouvia. que me punha do lado de dentro da estrada. que me comprava panics. durante uns mesitos tive uma rotina. uma rotina que não se tornou, nem tão pouco, chata. pelo contrário, tornou os meus dias diferentes dos quais eu estava habituada. nessa rotina, ele esteve sempre presente, a segurar-me a mão com força para que eu não caísse. por vezes segurava com tal vontade que magoava. amou-me demais, como nunca senti alguém a amar. mas logo de seguida atenuava aquela dorzinha que me fazia sentir por momentos, e tornava-me na mulher mais feliz do mundo. nunca me importei com aquele aperto na minha mão excessivo, por outro lado, até gostava. naqueles diazinhos fui protegida como poucas raparigas são. fui olhada com um brilho nos olhos que desconhecia existir. fui beijada na bochecha com tal cuidado, que até hoje ainda não encontrei igual. fui uma prioridade. fui elogiada. fui pegada ao colo e agarrada com muita força. fui um só, juntamente com outra pessoa. fui amada de uma forma que todas as mulheres deveriam ser.'
here i am.
i u.

25 novembro 2011

.

5 comentários.
'.'
é tudo o que tenho para ti. gostava realmente que ficássemos juntos, mas está mais que visto que não há solução, adiei muito este final mas teve de ser. brincaste comigo, usaste-me como uma boneca. depositaste-me um preço e isso eu nunca mais admitirei. custa agora mas irá passar, sou melhor que tu e tenho gente bem melhor que a tua comigo. lamento, mas um ponto final é o mais adequado para a nossa história.
amigos, apenas.

24 novembro 2011

dia 3 - imagina que tens um dia de vida, despede-te da pessoa que gostas.

0 comentários.
desculpa por todos os amuos e por te ter feito andar atrás de mim feito 'cão'. lamento que não tenha sido a menina perfeita, lamento por ter tripado como nunca viste e lamento ter-te feito esperar eternamente.
e acima de tudo obrigada, pela forma bonita como cuidaste de mim. pela atenção dada e por todas as memórias. obrigada por teres sido o meu maior amor ..
e por agora, um até já.

23 novembro 2011

dia 2- pede a 10 amigos para te descreverem com uma palavra, coloca aqui.

0 comentários.
1) bubble- a melhor.
2) sol- viva.
3) v- perfeita.
4) P- única.
5) ni- determinada.
6) lice- indescritível.
7) nocas- leão.
8) mini- forte.
9) dii- sincera.
10) bea- amiga.

21 novembro 2011

1 comentários.
e passado tanto tempo, ainda consigo amar mais.
aconteça o que acontecer, seja eu boa ou má, sejas tu orgulhosa ou atenciosa, ficarás para sempre no meu coração. guardando o teu lugar, tal e qual como mereces. peço-te que nunca me deixes, pois tornaste-te a minha rotina, és a minha base e sem ti, caio. sem ti, ninguém ampara a minha queda. não serei mais livre, pois tornei-me dependente de ti e, por incrível que pareça, não me importa. estou bem assim, sabendo que estás ali, a meu lado. dói-me saber que te magoei, mas não há nada que eu consiga fazer para apagar os erros cometidos. farei tudo o que poder para te dar aquilo que tenho, mas o melhor que a vida me podia ter fornecido foi pôr-te aqui, em frente a mim. desiludi-te mas neste momento, a minha maior conquista será sentir que te orgulhei, nem que seja por apenas um minuto. luto todos os dias para ser melhor para contigo. olho para tudo e só te vejo a ti. olha para trás, estás lá tu. está o nosso verão, as nossas criancices. olho para ao lado e continuas aqui, continuam as nossas idiotices, mas também o nosso amadurecimento e por fim, olho para a frente  e lá estás .. a minha menina.
eu estou aqui, esperando-te.

20 novembro 2011

dia 1- descreve a tua vida em fotografias.

1 comentários.
family.

friends
 
music.

ny.

beach.

clothes.

vans.

films.

boocks.

photography

computer.

sleep.
 moblie phone.

orchids.

desafio de 30 dias

3 comentários.
 hoje vou começar um novo desafio, o dos 30 dias. consiste em fazer o que cada dia pretende:

*dia 1- descreve a tua vida em fotografias.
*dia 2- pede a 10 amigos para te descreverem com uma palavra, coloca aqui.
*dia 3 - imagina que tens um dia de vida, despede-te da pessoa que gostas.
*dia 4- fala sobre a pessoa que mais te marcou este ano, pela positiva.
*dia 5- alguém que te tenha desiludido muito.
*dia 6- uma frase que te tenha marcado, justifica.
*dia 7 - a música que descreve a tua vida neste momento.
*dia 8- o que dizem os teus olhos.
*dia 9- o pior dia da tua vida.
*dia 10- o melhor dia da tua vida.
*dia 11- o teu lema de vida.
*dia 12- descreve a tua vida com as palavras que precisares.
*dia 13- as coisas que mais gostas de fazer.
*dia 14- um video que adores.
*dia 15- as pessoas que não queres perder.
*dia 16- aqueles que sabes que vão estar sempre lá.
*dia 17- uma coisa que gostavas de ver realizada.
*dia 18- um sonho antigo.
*dia 19- uma coisa que fazes e/ou fazias, mas tens vergonha de dizer.
*dia 20- os desenhos animados que mais gostas de ver.
*dia 21- um ídolo, justifica.
*dia 22- algo que costumavas fazer/dizer/pensar quando eras criança.
*dia 23- algo que gostavas de mudar.
*dia 24- felicidade, o que significa para ti.
*dia 25- diz cinco coisas que te irritem.
*dia 26- diz uma frase diferente para seis pessoas.
*dia 27- algo em que acreditavas , mas que deixaste de acreditar.
*dia 28- há quem acredite em Deus, tu acreditas?
*dia 29- o teu pensamento antes de ires dormir.
*dia 30- mudavas alguma coisa na tua vida neste momento?

14 novembro 2011

#1 Carta para a tua melhor amiga

14 comentários.
 esta será a minha última carta, o meu desafio acabou. quando o comecei disse a alguém que esta seria a última que escreveria e assim cumpri. no entanto, depois de muitos meses a pensar nela, não consegui apenas criar um só destinatário. por isso esta carta, engloba muitas outras que se dirigem a todas as meninas que eu posso considerar como tal.
querida b:
porque foste embora ? sabes que sem ti, nada sou. queria dizer o quanto te amo mas não posso, as palavras não mo permitem. gostaria que tudo ficasse igual, não vou mentir, porque aliás sempre te fui sincera, mas não me parece que vá acontecer. no fundo, ambas sabemos que este nome estragou tudo o que tínhamos, por isso, porquê metê-lo outra vez ao barulho ?  os meus sonhos contigo sempre foram os melhores, alguns concretizados, outros ainda por realizar mas mesmo que algum dia haja uma despedida e esses sonhos não possam voar mais alto, eu guardarei-os para sempre no meu coração. porque se algum dia me derem a oportunidade de contar a nossa história, eu nunca a omitiria. contarei, com orgulho, uma parte da minha vida, a melhor parte dela. não esconderei os momentos maus, tentando mostrar que tivemos a amizade perfeita .. estaria a mentir. a perfeição não existe, existe apenas uma proximidade dela, nós. sempre foste a número 1 e sempre serás. sempre tiveste o teu lugar e nunca ninguém to vai tirar. não te chamarei de melhor amiga, porque isso só nos vai estragar mas sabes bem o que és para mim. assim espero. o caminho é para frente, lembra-te disso

querida sunshine:
gostava de poder dizer o quanto te amo, lamento, não consigo, acho que amo demais. para mim, sempre foste algo peculiar. que eu vi, e senti logo uma vontade enorme de proteger. orgulhas-me em tudo o que fazes, e quero-te comigo, para todo o sempre e quando digo isto não é a brincar. és das poucas que quero presente num futuro próximo e a ti, devo-te o mundo e tal, nunca chegará. tornaste-te muito em tão pouco e mais espero que te tornes.
you're perfect to me. you're the best for me.

queridas migas:
a vocês, um OBRIGADA enorme e um pedido de desculpas se por vezes, não fui correta ou não agi da melhor forma para convosco e apesar de não o demonstrar, deram-me o melhor que alguma vez eu podia pedir e há coisas que não se esquecem. foram muito anos a aguentar injustiças e a viver experiências juntas. passámos o melhor da vida umas com as outras e partilhamos o imaginável.
são uma parte de mim, que nunca se apagará por mais cruel que seja o destino.
amo-vos.
 
querido leãozinho:
tenho saudades. saudades da tua energia matinal, dos teus atrasos logo às 8h15 da manhã. dos teus papéis, corações e beijinhos. do teu sorriso quando eu própria ficava sem jeito ao contar-te os pormenores mais pormenorizados da minha vida. saudades das tua palavras acertadas e da forma como falavas da tua menina. do teu jeito de dizer 'trapalhona' em física e da tua cusquice no meu móvel. de ir ao minipreço contigo comprar os pauzinhos com chocolate que tanto gostavas e dos convites para ir ao burger. tenho saudades de ti. dos teus miminhos. do avontade que tinha contigo e da forma fácil como me fazias ver o mundo e até da maneira bonita que me protegias.
mesmo que aparentemente algo tenha mudado, continuo a relembrar-te a todos os instantes e cá dentro serás sempre, mais e mais, a cada dia que passa. vivemos pouco, mas pareceu-me tanto ..
ps: hoje gostava que tivesses ouvido a stora de português a ler a minha crónica. a crónica que eu te dediquei, a ti.
fica para sempre comigo, leãozinho.

08 novembro 2011

#21 carta para alguém que julgaste à primeira impressão

13 comentários.
já te falei desta carta. já te admiti tudo. sabes melhor que ninguém, espero, que a cada dia que passa vejo alguém em ti que admiro, que me faz seguir-te como exemplo. desde muito cedo, sabes da minha história, devido ao que escrevo e desde muito cedo que to confiei. nunca julgaste ou questionaste e isso significou sempre muito para alguém como eu. tinha receio de te conhecer, amuada, parecias aos meus olhos. mas com o tempo percebi que afinal eras totalmente o contrário. cheguei até, a falar aos meus pais de tal problema e a minha mãe sempre me disse 'não emprenhes pelos ouvidos'. tão certa que estava.
nunca vi ninguém com tanta energia e vontade de ajudar ou fazer sentir bem o outro. orgulhas-me por tudo o que fazes por terceiros e até mesmo por ti própria. tomo-te como alguém a seguir, e um obrigada nunca chegará.
fica para sempre comigo, LEÃOZINHO

#27 Carta para a pessoa mais amigável que conheceste por apenas um dia

0 comentários.
prima:
será que ainda te lembras de mim como eu de ti ?  ou simplesmente cresceste  e apagaste a tua infância, como todos os outros que também decidem crescer ? admito que não  me lembro de ti, muito menos do teu nome ou face, apenas recordo a forma como cuidaste de mim, apenas num só dia. do carinho que me deste, como se fosse a tua irmã mais nova e isso ficou marcado, ficou de tal forma que passados 9 anos, mais ou menos (também não me lembro bem há quanto tempo foi, para ser sincera) ainda te recordo. apenas quero dizer , independentemente  de onde estejas, que são raros os dias que não me lembro da nossa tarde, e mesmo que não te lembres de mim da mesma maneira que eu te recordo a ti, desejo-te o melhor. obrigada.

04 novembro 2011

11 comentários.
estou aqui sozinha, a pensar no antes, no agora e no depois. a pensar na vida. no bem e no mal. na noite e no dia. no correto e no errado. no orgulho e na desilusão. na felicidade e na tristeza.
o que é a vida afinal ? gente pequena não percebe, isto abrange mais que uns simples anos de vida. gente graúda, esquece. apaga a sua infância, incompreendendo assim as crianças. não o faz por mal, simplesmente as dificuldades da adultícia são três vezes maiores. o sofrimento apenas existe devido a palavras, quem não pensa, não sente e só pensa quem sabe falar. em criança, tristeza era rara, agora crescida a felicidade a 100% é algo impossível.
a minha mãe costuma dizer: 'se tens um problema resolve-o, senão tem solução então não é um problema', mas a questão é qual das soluções será a melhor. pois, a escolha. terrível essa. obrigando-nos a desistir sempre de algo. a dar um passo em falso e por vezes a cair, a cair de tal forma que levantar torna-se um ato difícil. desperta arrependimento e medo do erro. medo é outro sentimento aterrador. incapacitando-nos de tentar, mas felizmente, há volta a dar. o medo perseguir-nos-a para o resto da vida, no entanto pode ser atenuado e esquecido durante uns tempos. enquanto que a saudade não. essa corrói e por muito que tenha um remédio, nem sempre será o correto e o ser humano é demasiado orgulhoso para tal. o orgulho é outro. este é enganador. este é o típico 'nem 8 nem 80'. orgulho demais dificulta a situação, e de menos traz insegurança. a insegurança é outra que tal. persegue o ser humano até às últimas e torna-se sempre presente, esta não desaparece, apenas com a mudança. a mudança é outra pela qual quero falar. a mudança é inconstante, pode vir de mês a mês ou estar ativa dias e dias, sem nunca descansar. esta faz chorar de uma forma que ninguém pode parar. ela apenas é acalmada pela própria pessoa que a transporta e isso torna-se algo complicado. a rotina é mais fácil, mesmo que por vezes cansativa, não magoa, pois tornou-se algo habitual. já se está à espera e as facadas não te assistem. não há mentiras, pois tudo está explicito pois já se sabe de trás para frente e de frente para trás. olha, a mentira é algo que ainda não falei. essa magoa mas não tanto como a verdade. essa vem sempre ao de cima, quer se queira ou não e infelizmente por vezes vem nua e crua, sem qualquer piedade. e a dor é relativa. há dores boas e dores más. há dores que vêm para ficar e outras que se vão, mas todas deixam uma marca. não há nada que doa mais que perder um filho. não há nada que doa mais do que perder alguém e não poder fazer nada. afirmarem perante ti, os últimos meses de vida que te restam .. isso sim, é dor. é algo que um dia se vai mas no momento marca. a dor sente-se porque há amor. amor por deixar o outro ou mesmo amor a si próprio. ah, e esse, chamado de amor, mata ..

01 novembro 2011

#11 Carta para alguém falecida pela qual gostavas de falar

3 comentários.
olá tio:
como está tudo aí em cima ? tens-te dado bem sem a avó ? quer dizer, já te habituaste não é ? passado tantos anos ..
nunca falei de ti, esta será a primeira vez. admito e sou sincera, és um tabu lá em casa. como se, se evitasse tocar no assunto. és o maior segredo da família, não sei que te aconteceu, onde ou quando. até o teu nome custa relembrar. desconheço os teus feitos, ambições ou virtudes mas mesmo assim é como se conhecesse muito. todos os dias vejo a tua fotografia e mesmo assim o teu rosto aparece desfocado na minha cabeça. já usei o teu guarda-chuva, que o avô fez questão de guardar. estava intocável, tal e qual como o deixaste, com um bocadinho de pó a mais, mas não te preocupes, eles tomam conta dele. e eu, eu tenho lá o teu colar. foi o primo, nuno, que me deu , deu-mo a mim quando a cáti andava sempre a pedir. perguntou se o queria e como é óbvio ele está lá, na minha mesinha de cabeceira, à espera que um dia voltes para buscar o que te pertence.
vejo amigos falarem dos tios, das famílias enormes que têm, enquanto eu perdi uma parte da vida, quando foste embora. fizeste-me orgulhar muito da avó, ultrapassou tudo de cabeça erguida e muito bem. hoje, nem sei como lhe agradecer o que faz por mim todos os dias. eles amam-te e nunca desconfies de tal.
um dia conhecer-te-ei, terei o mesmo desfecho que tu, já que isso é a única coisa comum no ser humano.

27 outubro 2011

#22 Carta para alguém a quem queres dar uma segunda oportunidade

8 comentários.
por vezes pergunto-me qual a razão de magoares tanto. chamam-te amor, algo puro e bondoso, no entanto és a pior arma. a mais mortífera e infelizmente usada por qualquer um. por sujeitos sem controle em si mesmos, que não sentem ou fingem não sentir. acredita que foste a minha maior pancada até hoje. em pequena nunca imaginei a complexidade de tal sentimento, vivia num conto de fadas, tudo era simples, perfeito. tal e qual como eu queria ou desejava. cresci e fizeste-me perceber que não era assim tão simples e agora crescida pretendo ser pequena, para poder voltar a sonhar com um final feliz ou um 'viveram felizes para sempre'. neste momento, só idiotices para mim. o ser humano é demasiado orgulhoso e presunçoso para que tal aconteça. no entanto uma parte de mim tem esperança, que um dia me faças dar-te uma segunda oportunidade. que um dia me faças acreditar num amor eterno, sem confusões, traições.
até um dia, meu amor.
1 comentários.
« if things are going good, enjoy it, because they won't last forever. and if things are going bad, don«t worry .. they cant´last forever too. »
0 comentários.
« o que está feito, está feito, não é verdade ? temos que aprender a viver com o nosso passado, seja mau ou bom. eu acredito que tudo acontece por uma razão, e se aconteceram coisas más ontem é para nos fazer crescer e ver as coisas de outra maneira amanhã. não vale a pena odiar o nosso passado, porque foi ele que fez o que somos hoje. »

25 outubro 2011

#16 Carta para alguém que não está na tua cidade

1 comentários.
querida prima, espero que saibas, que mesmo não estando sempre contigo terás sempre um lugar especial. mesmo não sabendo nada de ti, preocupo-me à mesma. por isso, quando precisares não desanimes, nunca estarás sozinha pois estarei sempre aqui

23 outubro 2011

#10 Carta para alguém que não falas tanto o quanto gostarias

2 comentários.
custa-me escrever-te. custa de tal forma que por vezes tento evitar, enganando-me a mim própria. admito que esta carta não seria para ti, ia escrevê-la a todos os meus amigos, apenas para não ter de falar de ti , mais uma vez.
cada vez me desiludes mais. fico à espera de uma mudança, de uma mensagem tua a pedir para estares comigo e nada. a espera torna-se insuportável. custa-me saber que tens ciúmes, ciúmes esses com fundamentos, demasiados fundamentos até.  no entanto, não posso evitar.  não vou desperdiçar uma amizade por alguém que nem estar comigo quer. cada vez que te vejo o meu coração estremece, pede que venhas ter comigo e abrandes aquele palpitar insuportável. nunca és capaz disso, nem sequer levar-me a casa e isso dói, dói muito.
deixo de estar com ele para estar contigo mas nunca deixo de estar contigo para estar com ele, pensa nisso.
podes ter-me, basta quereres. só espero é que não tenhas vindo tarde ..

21 outubro 2011

#24 Carta para a pessoa que te deu a tua melhor memória

2 comentários.
20.01.2004
olá irmã,
já disse que te amo hoje ? pois, penso que não. aliás, até acho que são raras as vezes que tal acontece, até me pergunto se alguma vez disse. acho que nunca necessitámos de tal, sinceramente. contigo tento sempre ser a melhor e mesmo que por vezes seja difícil e me torne um bocado chata, irei sempre proteger-te, como mais ninguém. irei sempre amar-te mais que tudo. para mim, estarás sempre em primeiro e nada mudará isso.
pedi muito que nascesses, queria alguém com quem partilhar o quarto, os brinquedos, a roupa, a casa de banho, a televisão/computador. alguém a quem dar banho, pentear e vestir. imaginei-te como uma bonequinha, só minha. mas à medida que cresceste percebi que aquela bebé que tinha chegado às minhas mãos estava a amadurecer e a perceber certas injustiças da vida. sinto-me incapacitada e muita das vezes orgulhosa. vejo-me em metade de ti, sei que uma parte de mim já te ensinou algo e por muito pouco que tenha sido, significará sempre muito.
entrar no hospital e ver-te deitada no berço, pequena, frágil, intocável, é algo que nunca esquecerei. é a melhor memória que guardarei e só te peço que independentemente do que aconteça, não me esqueças, que eu para sempre te amarei.
minha bebé

20 outubro 2011

#28 Carta para alguém que mudou a tua vida

3 comentários.
sabes bem aquilo que foste, és e sempre serás.
não tive escolha, desculpa-me. foi melhor assim, confia, mas antes de tudo quero agradecer-te por teres sido como foste. por teres sido o primeiro amor e seres tu, que ficarás sempre gravado na minha memória. sabes o melhor e o pior de mim e nada me dá mais orgulho do que saber que és a única pessoa que eu sei que não desaparecerá do meu coração, nunca.
está tudo dito, penso eu.
amo-te meu menino.
first
4 comentários.
porque teve de ser assim ? acabamos, começamos, acabamos e voltamos a começar. não há um fim ? por vezes pergunto-me se isto acabará alguma vez. já fez um ano que estás cá e nunca mais sais. sinceramente, cá bem no fundo, não quero que saias. mas se tomar a decisão de voltar, vou sofrer. sofri das outras vezes e o que começa mal, jamais se endireita. terá isto retorno possível ? um milagre qualquer que repare o erro que cometeste. não fumes, por favor. se és louco por mim, como todos dizem, deixa esse vicio da mão.
quero ficar contigo, mas não vou sofrer mais.
ajuda precisa-se.

18 outubro 2011

2 comentários.

tudo dito.