17 outubro 2011

#2 Carta para a tua paixão

com o passar dos anos vais descobrir que paixão é algo relativo. não tens de senti-la obrigatoriamente por ninguém ou muito menos senti-la a todo o momento. haverá dias em que esperarás eternamente por ela e mesmo assim nunca lhe porás a vista em cima. noutros momentos ela te deixará confusa, sem saber ao certo qual é a tua prioridade. é normal, não te preocupes. eu que estou aqui há 15 anos e ainda não descobri o meu amor verdadeiro.
queria muito dizer que és a minha paixão, o homem da minha vida. estaria a mentir. ambos sabemos que sentimentos não duram para sempre, então eu, que não compreendo a complexidade de permanecer com a mesma pessoa durante anos. impossível, para mim. inacreditável por vezes. com o tempo, esquecer-te-ei, quer queira ou não. quer venhas atrás de mim ou simplesmente me ignores.
hoje percebi que a minha vida se baseia em pequenas coisas e grandes pessoas, porém, tu não fazes parte delas.

2 comentários:

carolina disse...

obrigada linda!

raquel barbosa disse...

a esperança é a última a morrer, querida