19 março 2012

dia do pai.

sei que tenho mil e um defeitos para te apontar, muito poucas qualidades e imensas cenas más que saíram da tua boca que eu nunca vou esquecer, mas, é dia do pai e no dia do pai dá-se valor ao que temos, aproveitava-se para dizer as coisas que nem sempre se teve coragem para pronunciar e passa-se um tempinho com o nosso herói. claro que isso não acontecerá connosco, trabalhas de mais e por tristeza minha em dizer isto, também não queria esse momentinho contigo. não leves a mal, só que sabes melhor que ninguém que nunca houve muito afeto entre nós. nunca disse que gostava muito de ti, nunca te dei um beijinho e em toda a minha vida contam-se pelos dedos os abraços que me deste. vivemos na mesma casa e é como se estivesses noutra cidade. não penses que não te amo, que não te estou agradecida, porque seria mentira esse tal pensamento. óbvio que és importante, és meu pai e esforçaste todos os dias para eu poder ter tudo aquilo que quero e nesse aspeto, nunca te poderei apontar o dedo, porque comida, roupa, etc nunca faltou. muito pelo contrário, sempre nos pudeste dar, a mim e à minha irmã, imensos luxos que imensas crianças desejariam ter. claro que não és o melhor pai do mundo, nem lá perto andas .. por outro lado, lá no fundo eu sei que tudo o que fazes, na tua cabeça, é para meu bem.
não te preocupes que não há pais perfeitos e lembra-te que gosto muito de ti, daddy.

4 comentários: