23 agosto 2011

26 # Carta para a última pessoa a quem fizeste uma promessa.

percorria no word as cartas que me faltavam escrever. metade delas não faziam sentido cá dentro, até esta aparecer. li o seu nome e estremeci. recordei. cometi o erro de relembrar. a imagem no pc ficou distorcida, até que a mais corajosa decidiu escorrer. senti o seu calor a percorrer-me a face. limpei-a e pensei: 'é hoje'. daí escrever-te, com os nervos à flor da pele e por essa mesma razão, com uma dificuldade que nunca antes senti. antigamente as palavras saiam naturalmente, como se estivesses mesmo à minha frente, a olhar-me nos olhos. hoje não. hoje apaguei e escrevi. voltei a apagar e a escrever de novo. não me sai nada, estou demasiado nervosa para conseguir escrever mas quero, necessito e vou fazê-lo. ontem fiz-te uma promessa, uma promessa que não foi uma qualquer. promessa essa que implica uma mudança na tua vida e na minha. por isso mesmo ser difícil para ti aceitá-la. compreendo, fiz asneira e tens medo que tudo isto que estamos a passar seja em vão. mas tu, que dizes saber tudo, saberás tão bem como eu, que naquele mês que tivemos separados, não esquecemos. naquele mês, tu pensaste em mim e controlavas-te no face, pensando que te recusaria e no entanto, eu própria, do outro lado do ecrã, pensava o mesmo. sofremos tanto juntos e ultrapassámos sempre porque é que desta vez seria diferente ? se não nos esquecemos naquele mês, se foi preciso voltarmos para ficarmos realmente bem, porquê separarmos-nos de novo ? seria em vão, não nos esqueceríamos. eu escreveria dias e dias aqui no blog, até não ter mais nada que escrever sobre ti e tu, tu aguentarias tudo sozinho. dirias às pessoas que estavas bem enquanto no fundo tinhas saudades minhas. se tens ciúmes, como o demonstraste ontem é porque me amas, amas só a mim e se é assim porquê entregares-me aos outros quando posso ser só tua ? queria poder dizer-te o que isso significa mas não dá, não consigo. sermos diferentes provavelmente não ajuda, mas eu queria tanto fazer parte do teu mundo, tenho medo mas queria. queria que me levasses para todo o lado contigo, sem que tivesses receio de eu me sentir mal num espaço diferente do meu. queria poder dizer que já namorávamos à anos. disseste uma vez que provavelmente não somos compatíveis, mas se não somos, nunca teríamos chegado onde chegámos. se tal fosse verdade, logo naqueles primeiros três meses não tínhamos andado para a frente e de tal forma andou que está quase num ano. aceita a minha promessa, acredita em mim, em  mim que nunca te dei motivos para desconfiares. pensa bem no que sentiste naquele mês, pensa bem na razão que te fez voltar a falar comigo e depois pára. achas que vale mesmo a pena ?

ps: a foto fez-me lembrar tu e eu, quando éramos apenas só nós dois, há quase um ano atrás. quando eu te implorava que me levasses a casa e quando não passava tudo de um simples dar as mãos que já significava tanto.

9 comentários:

r i t a m a r i a disse...

e dizias tu que não saía nada, está lindo, está tão lindo. o:

*é pena o significado, mas como sabes eu sei que daqui a um tempo estarás a escrever de uma outra maneira, de uma maneira mais feliz.
amo-te.

lena disse...

o que custa é começar, é smp assim mor.
sabes, eu cá acho que não. acho que ele não me aceitará de volta e caso aconteça, ele volta como voltou à um mês atrás e senão voltar eu tenho tudo a meu favor. arrisquei e tentei, vou ficar tranquila, posso arranjar quem quiser. já ele, ele vai lamentar não ter tentado e só pode namorar c três raparigas em todo o mundo, devido à altura, se é que me entendes (estou a brincar cm é óbvio xD). não morri da primeira vez, não será agora que isso irá acontecer e quando menos esperar aparecerá alguém, tal como ele apareceu ..

r i t a m a r i a disse...

eu não queria estar a dizer isto, porque é como se ele não fosse voltar, mas se ele não voltar mesmo, eu espero ou melhor eu quero que tu estejas sempre assim .. tranquila. tu até podes ter errado, mas também tentas-te remediar e ele não pode dizer o contrário.

e se ele não voltar, alguém vai o vai fazer no lugar dele, tu vais ser feliz c ele ou sem ele.
*nem que seja comigo. xD

filipa disse...

sigo, claro.
adorei!

ms ☮ disse...

pois. eu compreendo. ele adaptou-se a outra rapariga e eu fiquei longe.

obrigada (':
também sigo.

ms ☮ disse...

tenho que te agradecer bastante. o teu comentário abriu-me os olhos. vou sorrir-lhe na cara, mas nada vai mudar acredita. o sentimento que ele tinha por mim, simplesmente desapareceu há 2 meses atrás, de um segundo para o outro. e esse sentimento transformou-se em ódio (não sei porquê, ele não me deu razão), e há uns dias fiquei a saber que ele me chamou de p*ta e disse também que não valia nada (...) como vês. ele não volta, já me habituei à ideia *

obrigada (:

ms ☮ disse...

simplesmente adorei! * obrigada (:
a teu simples comentário, fez-me pensar em tudo e como sou capaz de enfrentar isto com um sorriso. afinal .. ele deixou-me, não foi fácil, mas eu levantei-me sozinha, e com força de vontade. e com isto, ainda lhe conseguirei 'mostrar' na cara que eu sou mais forte que ele, pois ele os problemas foi capaz de resolver, ele fugiu a tudo que alguma vez poderia ser o melhor que ele tinha..
obrigada, mais uma vez (:

filipa disse...

obrigada eu minha querida.

r i t a m a r i a disse...

a primeira vez custa sempre mais, mas desta vez não vais ficar em baixo. tu fizeste o que tinhas a fazer, mais não podias.
e para além disso, eu e todos os teus outros amigos, vamos estar aqui para te acompanhar, em vez dele. ((: