10 setembro 2011

#30 Carta para o teu reflexo no espelho

vejo alguém distante, que por dentro se martiriza por ainda pensar nele. uma pessoa que ama demais e gostava de voltar atrás e por isso mesmo o barulho dos ponteiros dos relógios lhe mete confusão. uma tarde fechada em casa será sempre uma tarde perdida e tudo isto porque no passado ela cometeu erros. erros esses que não deviam ser julgados pois para isso chega ela. num minuto estragou a sua vida e agora faz de tudo para apagar essas memórias que, infelizmente, não desaparecem. quando olha para o cantinho do seu quarto e recorda ele, ali sentado, o mundo desaba sobre si. chora, mas sempre no silêncio da escuridão. não deixando que mais ninguém se aperceba pois no fundo ela tem sentimentos, mas não é fraca e pode muito bem aguentá-los sozinha. tentou, falhou. voltou a tentar e mesmo assim não resultou. ela sabia que a culpa não era dela e por isso mesmo emendou  todos os seus falhanços e despediu-se dele para sempre. uns dizem que já foi tarde, só que .. é tão fácil para quem está de fora. a rapariga tinha encontrado de novo a felicidade e precisava de tentar para ficar descansada. agora sabe que foi em vão, pois o problema sempre tinha sido ele, mas ó menos está tranquila porque arriscou. os seus amigos dizem que fez bem e admiram a sua decisão, chamam-lhe de forte. no entanto, não sabem que atrás daquela energia contagiante que transmite, ainda sente a sua falta. que não há um único dia em que ela não o deseje ter, nem por um segundo que seja. e é por isso mesmo que se agarra à escrita, pois quando ele destruiu o seu porto de abrigo, ela ficou desprotegida e sentiu-se censurada por tudo e todos. o papel ouve-a e nunca responde, guarda para ele e não trai.  ela passou de uma menina ingénua a uma mulher inteligente. obviamente que agora passou a odiar os homens, não são todos iguais claro, mas toda a gente magoa pelo menos uma vez na vida e o seu coração não aguenta mais desfeitas. o seu sonho é encontrar alguém por acaso, como uma mera coincidência e criar uma amizade que passados dois anos desse num relacionamento estável. será isso possível ?
orgulhas-me tanto, meu querido reflexo. tem calma que depois da tempestade vem a bonança, por isso contínua tal e qual como estás que um dia mais tarde quando menos esperares esse sentimento vai desaparecer. o tal rapaz de sonho está à tua espera e mais cedo ou mais tarde, ele vai aparecer e quando te fizer rir, com aquele sorriso que só tu sabes dar e sentir verdadeiramente vais perceber que a felicidade bateu-te à porta e desta vez estarás muito mais atenta e sábia.

14 comentários:

soraiafontes disse...

amo quando estou a ler um texto teu onde fala do que sentes e penso 'eu sabia' ou 'ela disse-me' :)

manuela * disse...

amei (:

joana. disse...

adoro ;o
amo-te minha menina!

joana. disse...

um dia vamos, PROMETO !

Sara Martins disse...

bela carta*

Sara Martins disse...

obrigada querida. eu sempre a adorei <3

joana. disse...

mor, aos 18, fazemos isso como a nossa viagem de finalistas !
e vamos só nós as duas para comemorar (a)

Sara Martins disse...

é mesmo querida!

joana. disse...

aos 16, já vou trabalhar, por isso..

Daniela disse...

Obrigado linda, adoro a tua carta *-*

joana. disse...

o resto, pedimos aos nossos pais baby (a)

joana. disse...

olha, páras de tornar o teu sonho impossivel? apago já a publicação ! :c

manuela * disse...

obrigada , acredita que também me identifico muito com os teus queida * s:

c. disse...

OBRIGADA, obrigada mesmo! *-*
também vou seguir o teu*